quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Meu pai que não entende e nem nunca vai entender que eu só quero ter um pai de novo. Meu coração partido inúmeras vezes... por causa de família, supostas amizades e paixões, que mesmo sabendo que não seriam pra sempre, sofri por elas. Senti a faca atravessar pelas minhas costas e atingir meu coração pelas mãos de uma daquelas que eu mais confiava, e ainda sinto, só de ouvir meu coração bater. Senti a vida ficando preto e branco a minha volta e por mais que eu me esforçasse, ela não voltava a ter cor. Senti o mundo girar ao meu redor e me fazer perder a consciência em plena luz do dia. Senti o desespero de querer respirar e não conseguir. Senti falta de amizades que mostraram indiferença a minha ausência. Me senti pronta, preparada pra enfrentar a vida e segundos depois me acovardei e voltei ao meu normal. Não dei valor as coisas que deveria e dei valor demais a quem não merecia. Aprendi que as pessoas são cruéis até quando não tem a intenção. E finalmente percebi que todas essas coisas que eu senti me fizeram acreditar na coisa mais importante do mundo; apesar das minhas defesas que quase sempre são chamadas de egoismo, frieza e falta de sentimentalismo, eu tenho caráter e sou uma boa pessoa. E eu não ligo se disserem o contrario. Porque não importa o quanto e o que eu diga, só eu sei o que passei pra finalmente perceber isso.

sábado, 12 de novembro de 2011

A vida é feita por escolhas e ultimamente eu tenho escolhido certo nos momentos errados. Pena uma equação não continuar correta se você começar pela conta errada. A vida também é feita de ações, aliás, são elas as mais valiosas. E ultimamente eu tenho agido errado, me defendendo de coisas que poderiam me ajudar. Nada é certo nessa vida, mas no final todos os erros valerão a pena, mas pra isso, 'you just have to believe ♪'

terça-feira, 12 de julho de 2011

Queria ter vivido numa época quando a frase "eu te amo" não era dita a qualquer um e já significasse que seria pra sempre. Queria ter vivido numa época quando achar sua alma gêmea ainda não era considerado impossível. Quando todos acreditavam no amor e em finais felizes. Quando as crianças faziam coisas de crianças e acreditavam em contos de fadas. Uma época quando respeito e honra vinham antes de dinheiro e sexo. Uma época quando o ser humano ainda era HUMANO. Quando ajudar os outros vinha antes de fazer por si próprio. Uma época que já foi e jamais voltará, sozinha.

quinta-feira, 7 de julho de 2011

Parece que todo esse tempo não me serviu de nada, e que todas as coisas que eu fazia pra tentar evitar isso, acabaram como inutilidades. Achei que se eu conseguisse enganar meu coração nunca mais ia gostar e muito menos sofrer por alguém. Mas chega um dia que você gosta de uma pessoa de forma inevitavelmente inteira que é impossível tentar enganar alguém. As pessoas ao seu redor, por mais que você negue, sabem que você está apaixonado. Os lugares, as músicas, os objetos e até as coisas mais simples do dia a dia te fazem lembrar dessa pessoa. Qualquer cheiro que você sente é como se fosse o cheiro que você sentia ao abraçar essa pessoa. Cada voz que você ouve, cada palavra, você deseja que fossem ditas por aquela pessoa. Cada gesto carinhoso que alguém te dá, você vai às nuvens só de IMAGINAR que podiam ser dessa pessoa. Me sinto melhor só de saber o que realmente sinto. Dizem que quando o sentimento é puro e verdadeiro, o mundo gira a favor dele. Espero que seja verdade. Porque o que eu sinto por você é isso, a coisa mais linda e verdadeira que eu posso sentir por alguém. Tomara que você acredite dessa que isso é o que eu sinto por você desde quando te conheci, até hoje. Nem mais, nem menos, porém forte o bastante pra não ser expressado direito com simples palavras.

quinta-feira, 9 de junho de 2011

Porque não importa quantas pessoas estão ou dizem estar ao meu lado, eu me sinto mais sozinha do que nunca. Não porque eu quero estar sozinha, mas por mais que eu tente, não consigo evitar. Se tornou da minha natureza afastar as pessoas. E por um momento achei que seria bom, que nunca mais ia sofrer por alguém, mas me enganei; Porque na realidade e até na fantasia, ninguém é feliz sozinho.