sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

SOS Teresópolis

“De súbito a casa cai
De súbito a vida vai
De súbito sobem óbitos
Sobem homens de encontro ao Pai
Desenlaces por vias trágicas
Resgates por vias mágicas
A fome divina expressa
Em tempestades antropofágicas
Chuva pra a alma lavar
Chuva pra a alma levar
Sorte saber que é certo
A chuva uma hora parar
Mobilizam-se massas em prol
E se pede a presença do sol
Pra que voltem ginásios e campos
A ser só pra jogar futebol.”
Rodrigo Ferreira Costa

http://forfun.art.br/blog/2011/01/solidarios-por-natureza/

Nenhum comentário:

Postar um comentário