segunda-feira, 11 de abril de 2011

Onde foi parar aquela inocência da pequena infância? Onde foi parar aquele gosto de felicidade ao ser abraçada pelos pais? Onde foi parar aquele tremor e aquele frio na barriga ao dar o primeiro beijo? Onde foi parar aquela paixão toda pela vida, aquela felicidade incontrolável, aquela vontade de sair pulando na rua para que todos saibam o quanto você é inteiramente satisfeito nos dias que leva? Para onde foi todas as coisas que realmente importam na vida?